Terça, 12 Junho 2018 19:19

LUTO Destaque

Avalie este item
(1 Votar)

Morre Zé Carlos, ídolo do Cruzeiro, campeão da Taça Brasil e da Libertadores

CRUZEIRO

Ex-volante celeste já vinha com problemas de saúde e faleceu aos 73 anos

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Disponível em: https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2018/06/12/noticia_cruzeiro,480492/morre-ze-carlos-idolo-do-cruzeiro-campeao-da-taca-brasil-e-da-libert.shtml?utm_source=onesignal&utm_medium=push

PZECARLOSostado em 12/06/2018 10:04 / atualizado em 12/06/2018 11:02

Morreu na manhã desta terça-feira o ex-volante José Carlos Bernardo, o Zé Carlos, aos 73 anos. O ídolo do Cruzeiro já vinha com a saúde debilidade nos últimos anos. A causa da morte não foi revelada. Pela Raposa, Zé Carlos venceu a Copa Libertadores de 1976 e a Taça Brasil de 1966. Ainda não foram divulgadas informações do velório e do enterro do ex-jogador.

Zé Carlos fez parte de uma época de ouro do Cruzeiro. Venceu 10 Campeonatos Mineiros, sendo um penta na década de 1960 (1965, 1966, 1967, 1968 e 1969) e um tetra nos anos 1970 (1972, 1973, 1974 e 1975), além de outro em 1977. Fazia parte do time da histórica conquista sobre o Santos de Pelé em 1966, mas ainda não era titular. Em 1976, na primeira conquista da América, já era o dono do meio-campo celeste. Com o time estrelado, também foi vice dos Brasileiros de 1974 e 1975, vencidos por Vasco e Internacional, respectivamente.

Natural de Juiz de Fora, Zé Carlos foi revelado pelo Sport Club Juiz de Fora. Como a cidade da Zona da Mata mineira é próxima ao Rio de Janeiro, ele foi para o Fluminense fazer um teste. Lá, encontrou o amigo Procópio. Depois de deixar o Cruzeiro, Zé Carlos foi campeão Brasileiro com o Guarani, em 1978. Era um dos nomes cotados para a Copa do Mundo de 1970, mas acabou fora da lista.
Zé Carlos é o segundo jogador que mais vezes vestiu a camisa celeste: 619 jogos. 

Em nome de todos os atletas e ex-atletas que integram o Sistema FAAP/AGAP, o presidente Wilson Piazza lamenta a morte do querido amigo Zé Carlos, desejando força à família, neste momento de intensa dor.

A diretoria e amigos da AGAP/MG, entidade que assistia ao ex-atleta, por meio de auxílios, se solidarizam com familiares. 

 

Ascom Faapatletas.

 

Compartilhar Notícia

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter